Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Jô é denunciado por agressão e pode desfalcar o Corinthians por até 12 jogos

Atacante atingiu o zagueiro Rodrigo durante a partida entre Ponte Preta e Corinthians, no domingo passado

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2017 | 19h35

O atacante Jô, do Corinthians, foi denunciado nesta quarta-feira pela procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva por ter, supostamente, agredido o zagueiro Rodrigo, do Ponte Preta. O artilheiro corintiano pode pegar de quatro a 12 jogos de suspensão.

+ Diretoria garante Carille em 2018 no Corinthians: 'Trabalho a longo prazo'

O jogador foi enquadrado por agressão física ao atingir Rodrigo com um chute, durante a partida realizada no último domingo. O corintiano será julgado com base no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). A ideia dos advogados do Corinthians é conseguir desqualificar a denúncia e com isso, livrar o atleta da punição ou encaixar em algum artigo que lhe renda uma pena branda. 

O julgamento deve ocorrer na quarta-feira, no Rio de Janeiro. Assim, o atacante deve ter condições de atuar normalmente no domingo, contra o Palmeiras. Jô, inclusive, está pendurado com dois cartões amarelos e se for advertido, terá que cumprir suspensão contra o Atlético-PR, quarta-feira. 

+ Palmeirense Dudu vê Corinthians pressionado e prevê 'clássico quente'

Caso Carille não possa contar com Jô nas próximas rodadas, ele pode dar nova chance para Kazim, mas o turco não aproveitou as oportunidades que teve durante o Campeonato Brasileiro. Outra possibilidade é apostar em Danilo, que está recuperado de lesão e tem ficado no banco de reservas. Uma terceira opção seria dar chance para o jovem Carlinhos, que atuou apenas por alguns minutos nesta temporada. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.