Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Jô não mantém fama de 'rei dos clássicos', mas prevê triunfo no sábado

Atacante do Corinthians não teve boa atuação no empate sem gols com o Palmeiras no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de agosto de 2020 | 00h13

Apesar do empate sem gols e sem emoção em Itaquera, nesta quarta-feira, o atacante Jô aprovou o desempenho do Corinthians diante do Palmeiras no primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista.  

"Se não desse para ganhar, sabíamos que daria para tentar a vitória no próximo jogo", afirmou o atacante, ainda no gramado, logo após o jogo. O centroavante destacou o esforço das equipes durante os 90 minutos, apesar da falta de lances de gol.

"É um clássico. Fizemos um bom primeiro tempo. No segundo, ficou um jogo de disputa, de garra", disse Jô, que não confirmou a fama de "artilheiro dos clássicos". O camisa 9 aposta em um time mais preparado fisicamente para sábado, às 16h30, no Allianz Parque. "Va os descansar, treinar mais dois dias e chegar forte para a decisão."

Se não marcou gol, Jô foi protagonista de um dos lances mais polêmicos do jogo, ao fazer uma falta violenta sobre o zagueiro Gustavo Gómez, aos 32 minutos, que lhe valeu um cartão amarelo. Os palmeirenses reclamaram bastante do árbitro Rafael Claus, exigindo a expulsão do jogador corintiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.