João Fumaça pede respeito à Santista

A partida contra o Corinthians, domingo, no Pacaembu, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista, é encarado como uma decisão pela Portuguesa Santista. Mas para o atacante João Fumaça o confronto será o "jogo da afirmação". Ele diz estar revoltado com o tratamento que a imprensa tem dado ao time de Santos. "Todo mundo está falando que o Corinthians vai ganhar e escapar do rebaixamento. Mas não é assim. A Santista precisa ser respeitada", disse o jogador.Embora seja o jogo da classificação, o técnico Nenê não alterou a rotina dos treinamentos. Os portões do estádio Ulrico Mursa, em Santos, ficaram abertos para os repórteres e torcedores durante toda a semana.O time também teve poucas mudanças. O atacante Nando, artilheiro do time com cinco gols, está entregue ao departamento médico com uma contusão na panturrilha esquerda. Caso seja vetado, o zagueiro Diguinho entra em seu lugar. Assim, a equipe sairia do 4-4-2 para o 3-5-2. Assim, o atacante João Fumaça, que vinha atuando no meio-de-campo, seria adiantado para o ataque, ao lado de Marlon."Posso usar uma opção mais ofensiva ou mais defensiva. Isso a gente vai escolher antes do jogo", desconversou o técnico Nenê.Com 12 pontos e no terceiro lugar do grupo 1, a Santista precisa de uma vitória para garantir a vaga sem depender de ninguém. Mas pode se classificar até mesmo perdendo, desde que conte com tropeços de seus concorrentes diretos: Portuguesa, Barbarense e Rio Branco.

Agencia Estado,

12 de março de 2004 | 17h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.