João Paulo copia Evair e deixa os gramados

O mês de dezembro será o ponto final da carreira do atacante João Paulo. Aos 39 anos, quase 20 deles destinados à carreira profissional, o jogador, atualmente no União São João, decidiu pendurar as chuteiras ao final deste ano. Sérgio Donizete Luís, que recebeu o apelido de João Paulo por se parecer com um jogador do Guarani, clube que o revelou, não vai abandonar o futebol. Ele recebeu uma proposta para ser auxiliar-técnico do técnico Play Freitas, atual treinador do União.O atleta aprovou e decidiu investir na idéia. "Gostei da proposta feita pelo União, pois essa será uma boa oportunidade depois que encerrar minha carreira", disse o jogador, que já terá a primeira experiência contra o Ceará, nesta sexta- feira. O jogador foi vetado pelo departamento médico para essa partida. "Eu e o Play (Freitas) temos intimidade com os jogadores e com certeza tudo que for passado a eles será assimilado. Vamos lutar nesses jogos que faltam para tentar tirar o time dessa situação complicada", comentou. O União ocupa a lanterna da Série B, com 11 pontos, e está virtualmente rebaixado.Revelado pelo Guarani em 1984, ficou até 1988. Nesse período, o atacante atuou ao lado do centroavante Evair, que também decidiu encerrar a carreira neste ano. Rápido e habilidoso, João Paulo logo despertou interesse do Bari, da Itália, time para qual foi transferido ainda em 88, ficando até 1993. Com mais liberdade para jogar no ataque, o ponta-esquerda chegou ao ápice de sua carreira em 1990, quando foi considerado o melhor estrangeiro do Campeonato Italiano.Após o sucesso no país europeu, João Paulo decidiu voltar ao Brasil, passando por Vasco-RJ (1993/94), Corinthians (95), Ponte Preta (96), Etti Jundiaí - atual Paulista (97), Bahia (98), União São João (99), Vitória, CSA-AL, e novamente Guarani e União São João. O atacante também atuou pela Seleção Brasileira em 1988, sendo um dos destaques da equipe olímpica, medalha de prata nos Jogos de Seul, na Coréia do Sul.No total, o atacante jogou 38 partidas pela Brasil e marcou sete gols. João Paulo pretende agora fazer um jogo de despedida em Bari, na Itália e pretende convidar amigos e companheiros dos clubes por qual passou. "Ainda vou marcar uma viagem à Itália para organizar isso, provavelmente para o final deste ano. Graças a Deus saio dos gramados de cabeça erguida. Ganhei bastante coisa nessa carreira", disse, em tom de despedida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.