Vitor Silva/SS Press/Botafogo
Vitor Silva/SS Press/Botafogo

João Paulo pede equilíbrio para Botafogo encerrar jejum e avançar

Equipe alvinegra terá missão difícil contra o Atlético-MG, em Minas após perder o jogo de ida pela Sul-Americana

Redação, Estadão Conteúdo

30 de julho de 2019 | 17h40

Há cinco jogos sem vencer, o Botafogo precisa encerrar esse jejum para não ser eliminado nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Afinal, perdeu o duelo de ida para o Atlético Mineiro, no Engenhão, por 1 a 0, e terá de reverter essa desvantagem na quarta-feira, quando os times vão se reencontrar no Independência. E para que isso se torne possível, o meia João Paulo destacou a necessidade de a equipe exibir equilíbrio em campo.

"Hoje não pensamos se vamos fazer cinco, levar quatro... O que mais queremos agora é voltar a vencer e para isso vencendo por 1 a 0, levamos para os pênaltis e por mais de um gol isso vira para o nosso lado, né. Muita consciência do que a gente tem que fazer, que não vai ser um jogo fácil como não foi aqui, mas da mesma maneira que venceram no Rio nós podemos vencer lá", disse.

Como na Sul-Americana o gol marcado fora de casa serve como critério de desempate, qualquer vitória que não seja por 1 a 0 - resultado que levaria o duelo aos pênaltis - classifica o Botafogo às quartas de final.

No fim de semana, o Botafogo chegou a ficar em vantagem no clássico contra o Flamengo, mas levou a virada e perdeu por 3 a 2, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. João Paulo afirmou que o duelo deixou lições para o time visando o compromisso decisivo com o Atlético-MG, especialmente sobre a marcação e postura em campo.

"A gente tem que ter equilíbrio nessa questão da marcação, o principal é estar perto um do outro seja na marcação alta ou baixa. Marcando sempre o homem da bola e isso não podemos abrir mão. Contra o Flamengo, depois que fizemos o primeiro gol, pecamos um pouco nisso, acabamos recuando demais, sendo que estávamos tendo êxito com uma marcação mais adiantada. São aprendizados que a gente tem para esse jogo de quarta-feira", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.