Vitor Silva/Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

João Paulo prevê Botafogo com 'cara' de Valentim diante do Cruzeiro

Equipes se enfrentam nesta quinta-feira, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

29 de outubro de 2019 | 21h45

O meia João Paulo aposta em um Botafogo com a cara do técnico Alberto Valentim, nesta quinta-feira, diante do Cruzeiro, às 21h30, no Engenhão, pela 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Segundo o meio-campista, com a chegada do treinador o repertório ofensivo vem sendo ensaiado nos treinamentos e a expectativa é de que a equipe coloque em prática já no próximo compromisso.

"É o início do trabalho do Alberto (Valentim, técnico). A gente está sempre tentando melhorar e tentando fazer o que ele vem pedindo. Algumas vezes conseguimos, em outras ainda temos que melhorar. Todos os jogos são equilibrados e decididos no detalhe. A bola parada é um fator que aproveitamos bem nos últimos meses. Temos melhorado no setor ofensivo, com mais alternativas para criar, mas não adianta ficar só no papo. Temos que chegar no jogo e colocar isso em prática", disse João Paulo, nesta terça-feira, em entrevista coletiva.

O jogador também aprovou a forma vertical de o time atuar, abrindo mão de muita posse de bola durante o jogo, característica principal do Botafogo sob o comando de Eduardo Barroca, antecessor de Valentim.

"Temos trabalhado a saída de bola para ter alternativas de chegar ao campo de ataque com menos toques. Temos conseguido alternar essa posse de bola com um estilo de jogo mais vertical e ofensivo."

João Paulo também comentou sobre as opções dadas pelos companheiros de ataque. "O Diego Souza é um jogador que tem essa última bola, consegue fazer muito bem o pivô e atuar como um camisa 9. O Alex Santana atua bem no último terço de campo, o que é muito importante, e tem boa finalização. É uma alternativa interessante para nosso time."

Com 29 pontos, o Cruzeiro é o primeiro time na zona de rebaixamento. Com uma vitória,o time mineiro sairia desse setor da classificação e deixa o Botafogo em situação complicada na briga contra a degola, pois está com 33. Sabendo disso, João Paulo destacou a importância do duelo de quinta-feira.

"Como já dissemos antes, temos que fazer de cada jogo uma final e, ainda mais, tratando-se de um jogo em casa, contra um rival que está na mesma situação que a nossa. Não projetamos muito à frente, queremos pensar jogo a jogo. Temos que evoluir nas coisas que temos feito para ter uma melhor performance e para obter bons resultados."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.