Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

João Pedro pede calma após gol salvador no Palmeiras

Garoto de 17 anos e técnico Dorival Júnior são cautelosos em comentários sobre a vitória contra o Grêmio, pela 28.ª rodada

FERNANDO FARO, O Estado de S. Paulo

12 de outubro de 2014 | 09h08

João Pedro tem apenas 17 anos, mas já começa a ganhar os holofotes no Palmeiras. Autor do gol da vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio, sábado, no Pacaembu, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, o jovem também se destacou nos avanços pela lateral direita e mostra que pode ser uma figura importante no futuro.

No entanto, o próprio garoto evita entrar no clima de euforia e mostra serenidade diante da carreira recém-iniciada no profissional. Ao analisar a vitória e seu próprio desempenho, João Pedro comemorou o gol, mas não se empolgou.

"A gente está trabalhando para isso, trabalhando forte, alegre e feliz que o resultado aparece. Foi bom vencer assim, mas temos que ter os pés no chão", disse o jogador.

O assédio a João Pedro também ligou o sinal de alerta em Dorival Júnior, responsável por lançá-lo ao time. Ao falar sobre o desempenho do lateral, o técnico disse que é preciso trabalhar para que ele possa corresponder às expectativas da torcida no longo prazo.

"É cedo ainda para falar, temos de dar tranquilidade para esse menino. Não podemos começar a extrapolar em termos de conhecimento, não é a hora para isso. O Palmeiras tem de voltar a fazer uma coisa que pouco se viu, que é fazer seus jogadores aqui dentro. E alguns estão tendo oportunidades. Espero que abracem e façam por merecer a confiança depositada. Prefiro ter cautela e que ele não perca esse momento que está vivendo", ponderou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.