Jóbson marca dois e Bahia empata com Flamengo no fim

No melhor jogo do Campeonato Brasileiro até aqui, o Flamengo ficou atrás do placar duas vezes, conseguiu a virada, mas cedeu o empate no fim, ficando nos 3 a 3 com o Bahia, em Pituaçu. O primeiro jogo da equipe baiana em casa na sua volta à elite do futebol brasileiro após oito anos atraiu 32 mil pagantes.

AE, Agência Estado

29 de maio de 2011 | 18h58

Antes do jogo, o Bahia apresentou seus dois novos reforços para o Brasileirão: os meias Ricardinho e Carlos Alberto. A contestada opção por contratar medalhões ''chutados'' dos seus clubes ganhou argumentos favoráveis pela boa atuação de Jóbson, que marcou dois gols, o último deles a 44 minutos do segundo tempo.

O Bahia segue sem vencer, mas subiu provisoriamente para 13.º com este único ponto conquistado. O Flamengo caiu para quarto, com quatro. Na próxima rodada, pega o Corinthians, que está uma posição à cima.

O placar foi aberto em Pituaçu aos 16 minutos. Após levantamento na área, Souza dividiu pelo alto com a zaga e acabou tocando para Lulinha, que bateu de primeira, no canto esquerdo de Felipe. O empate veio aos 29. Galhardo entrou livre pela direita e cruzou para Ronaldinho só ter o trabalho de empurrar a bola para a rede.

O jogo seguia movimentado, com o Flamengo tendo mais oportunidades, mas foi o Bahia que fez o segundo. Gabriel cruzou e Jóbson marcou. Na volta do intervalo, o time da casa, recuado, permitiu novo empate, desta vez com Bottinelli, após passe de Thiago Neves. Egídio, aos 27, virou o jogo para os cariocas.

A vitória parecia garantida. O Flamengo jogava com um a mais, já que Hélder foi expulso aos 32. Mas, aos 44, Jóbson tabelou com Maranhão e fez o gol do empate do Bahia, para delírio da torcida que lotou o estádio de Pituaçu.

FICHA TÉCNICA:

Bahia 3 x 3 Flamengo

Bahia - Omar; Gabriel (Marcos), Thiego, Titi e Ávine; Fahel, Marcone, Hélder e Lulinha (Maranhão); Jobson e Souza (Rafael). Técnico: René Simões.

Flamengo - Felipe; Galhardo (Jean), Welinton, David e Egídio; Willians (Fernando), Renato Abreu, Thiago Neves e Bottinelli; Ronaldinho Gaúcho e Wanderley (Diego Maurício). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Gols - Lulinha, aos 16, Ronaldinho Gaúcho, aos 29, e Jóbson, aos 37 minutos do primeiro tempo. Botinelli, aos 9, Egídio, aos 27, e Jóbson, aos 44 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Cleber Wellington Abade (SP) .

Cartões amarelos - Hélder, Marcone, Ávine, Egídio e Fernando.

Cartão vermelho - Hélder.

Renda - R$ 815.460,00.

Público - 32.157 pagantes.

Local - Estádio de Pituaçu, em Salvador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.