Joel admite erros, mas destaca garra do Botafogo

Depois de assistir de um camarote de São Januário a vitória do Botafogo sobre o Tigres, por 2 a 1, na última quarta-feira à noite, pelo Campeonato Carioca, o técnico Joel Santana, novo comandante do time, admitiu que a equipe ficou devendo melhor futebol. Ao mesmo tempo, porém, ele elogiou a garra dos jogadores.

AE, Agencia Estado

28 de janeiro de 2010 | 11h11

A equipe botafoguense foi dirigida dentro de campo pelo auxiliar-técnico Jair Ventura, que se comunicou durante o confronto com Joel. "Não fizemos uma partida brilhante, mas vencemos. Erramos passe, marcação e apoio. Fizemos um gol em um momento que não estávamos bem. No segundo tempo estávamos mais confortáveis em campo, mas tivemos um expulso, o que dificultou. Mas a equipe teve brio, luta e determinação. Precisamos disso e de personalidade", ressaltou Joel Santana.

O treinador também elogiou o espírito de luta mostrado até pelos jogadores de ataque, como foi o caso do uruguaio Abreu. "Às vezes você vence e não faz uma boa partida, mas pelo menos a equipe mostrou que quer vencer. Foi possível ver o Abreu, um centroavante, correr até a bandeirinha de escanteio para ajudar a marcar. Não queremos mesmice, queremos algo mais. Assim a equipe cresce e mostra vontade de vencer. Com calma e tranquilidade, tenho certeza de que vamos chegar (às vitórias)", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.