Tasso Marcelo/AE
Tasso Marcelo/AE

Joel admite que Botafogo se complicou no Brasileirão

Com a derrota para o Internacional, equipe carioca vê sonho da Libertadores mais distante

AE, Agência Estado

22 de novembro de 2010 | 09h14

O técnico Joel Santana garante não ter se abatido com a derrota por 2 a 1 para o Internacional, mas reconheceu que o Botafogo se complicou na luta por uma vaga na próxima edição da Libertadores. Com o tropeço, a equipe carioca terminou a antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro fora do grupo dos quatro primeiros colocados.

Veja também:

linkInter vence Botafogo e deixa rival Grêmio no G-4

BRASILEIRÃO - tabela Classificação listaResultados

especial Simulador do Brasileirão

"Era uma tarefa teoricamente mais tranquila, mas tornamos o caminho mais difícil. Não fomos desligados, não tivemos competência para ganhar o jogo. Perdemos gols para liquidar o jogo no primeiro tempo. Seria uma partida controlada, tiraria o nervosismo e a impaciência da torcida. Não fomos competentes para traduzir em resultado positivo. Agora, vamos ter que correr atrás do prejuízo", afirmou.

Joel ressaltou que o Botafogo precisará vencer Prudente e Grêmio nas rodadas finais do Brasileirão. "Tem seis pontos para serem disputados, estamos um ponto atrás do Grêmio. O que tínhamos na mão perdemos. Era vencer os dois jogos em casa e talvez depender de uma partida difícil no Sul. Agora, temos que ganhar os dois para ter esperança

O treinador lamentou a semana turbulenta do Botafogo, que perdeu Marcelo Mattos, operado de apendicite, e Somália, por lesão no joelho. Caio ficou gripado, Jobson treinou em separado, e Jefferson e Loco Abreu perderam treinos por estarem com suas seleções. "Começamos uma semana tumultuada e terminamos com problema. Se você não faz uma semana tranquila de trabalho, seu pensamento vai por outros caminhos. Mas vida que segue, o trabalho só acaba no dia 5. Ainda falta muita coisa".

Derrotado pelo Internacional, o Botafogo está em sexto lugar no Brasileirão, com 56 pontos. Agora, a equipe está atrás do Grêmio, com 57 pontos, e do Atlético-PR, que tem 56, mas possui vantagem nos critérios de desempate, que são seus concorrentes na luta pelo quarto lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.