Fabio Motta/AE - 25/7/2010
Fabio Motta/AE - 25/7/2010

Joel cobra reação do Botafogo contra o Cruzeiro

Após sofrer goleada de 4 a 1 para o Goiás, time carioca enfrentará adversário direto na luta por uma vaga na Libertadores

AE, Agência Estado

16 de setembro de 2010 | 18h49

Joel Santana será mais psicólogo do que técnico no pouco tempo que separa o Botafogo da dolorosa goleada imposta pelo Goiás (4 a 1) do importante jogo com o Cruzeiro, sábado, no Engenhão. As equipes são a quarta e a terceira colocadas e a partida tem contornos de decisão na luta pelo título.

Quem perder pode se distanciar em demasia dos líderes e a missão de Joel será fazer os jogadores esquecerem a derrota para os goianos ao mesmo tempo que tentará diagnosticar os erros do time.

"Os jogadores têm que estar aborrecidos, mas quero saber qual é a explicação deles. Preciso entender o que houve, pois aquele não é o Botafogo que eu conheço. Precisamos retomar as rédeas das coisas", disse Joel, no desembarque no Rio, nesta quinta-feira, quando os jogadores receberam o apoio de cerca de 20 torcedores, determinados a mostrar que a fé na equipe não se desfez. "Isso mostra que ele vai nos apoiar no sábado".

Para deixar o grupo mais confiante, o treinador recebeu a boa notícia de que Somália e Herrera têm boas chances de reforçar o time contra os mineiros. Os dois se recuperam de problemas musculares e participaram de treinos no início desta semana. Quem segue de fora são Jobson, Marcelo Cordeiro e Marcelo Mattos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.