Joel diz que Vasco convenceu e elogia poder de reação

O técnico Joel Santana festejou a vitória por 2 a 1 sobre o Náutico, sábado, em São Januário, que manteve o Vasco no grupo de acesso da Série B do Campeonato Brasileiro. Ele avaliou que o seu time teve uma atuação convincente e destacou o poder de reação que apresentou para conseguir a virada no placar.

Estadão Conteúdo

21 Setembro 2014 | 10h05

"Vencemos e vencemos bem. Acho que deu para convencer todo mundo. Nós falhamos no chute final, mas nos outros jogos não criamos boas situações. O Náutico só foi chegar perto do nosso gol com 15 minutos, quando nós já merecíamos estar vencendo pelo placar de 1 a 0. Tentamos fazer o gol para obrigar o adversário a sair, mas ele conseguiu encontrar um gol de pênalti. O importante hoje foi que nosso time teve força para reagir. Fiz algumas mexidas, a equipe se encontrou novamente no jogo e conseguiu a virada", declarou.

Joel também destacou a importância do apoio da torcida do Vasco no último sábado em São Januário. O treinador reconheceu que o time precisa reconquistar a confiança do torcedor e destacou a importância dos vascaínos para fortalecer o time na luta pelo acesso.

"A vinda do torcedor é importante não só para o treinador, mas para todo o grupo de jogadores. Sempre que existe essa união, nós procuramos mostrar um algo mais. Isso nos dá força para superar esse momento complicado, que não combina com a história do Vasco. Hoje foi uma vitória da comissão técnica, dos jogadores e do torcedor. É importante o torcedor voltar a ter confiança na equipe. É importante ele voltar a acreditar que o time é capaz de virar uma partida difícil, como foi essa de hoje. O torcedor comparecer e nos incentivar faz parte da história", disse.

Com a vitória, o Vasco chegou aos 43 pontos e ocupa a quarta colocação na Série B. O time volta a entrar em campo na próxima terça-feira, às 21h50, no Castelão, em São Luís, pela 25ª rodada.

Mais conteúdo sobre:
futebol Série B Vasco Joel Santana

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.