Joel lamenta empate, mas vê duelo igual com Flamengo

Por causa do empate por 1 a 1 com o Macaé, no último domingo, no Engenhão, o Botafogo será obrigado a enfrentar o Flamengo, no próximo domingo, na semifinal da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. Apesar disso, o técnico Joel Santana mostrou um discurso otimista ao projetar o confronto, que ele vê como igual, apesar de agora o rival contar com o craque Ronaldinho Gaúcho.

AE, Agência Estado

14 de fevereiro de 2011 | 10h11

"Vamos jogar uma partida com um adversário igual a nós, que tem a mesma força, mas é o time da moda. Trouxe um jogador superimportante (Ronaldinho) e outro que admiro (Thiago Neves). Conheço a base da equipe e acho que vai ser uma grande partida. É bom que terá casa cheia e será grande espetáculo, o que valoriza todo mundo", afirmou o treinador.

Joel ainda deixou claro que aposta na vitória do Fluminense sobre o Boavista na outra semifinal da Taça Guanabara, em duelo que será disputado no sábado. "Tivemos um mau resultado e vamos pagar por isso. O alerta havia sido dado. Agora, vamos ter que ganhar dois clássicos (contra Flamengo e Fluminense). Poderíamos pegar um adversário, teoricamente, de menor estrutura", disse o técnico, para depois criticar de forma sutil a atuação do árbitro Péricles Bassols no confronto diante do Macaé.

"Não estou preocupado com quem vem de lá (o Flamengo), e sim porque não teve jogo aqui (no Engenhão). Ficou amarrado, (o juiz ficou) segurando, o que vai te irritando. É melhor não falar muito de arbitragem. Criamos situações de gol, mas nada espetacular. Erramos muito principalmente na criação", lamentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.