Joel lamenta gol no fim, mas elogia time do Botafogo

O técnico Joel Santana não escondeu a decepção com o fato de o Botafogo ter cedido o empate por 2 a 2 com Flamengo aos 48 minutos do segundo tempo, no último domingo, no Engenhão, mas elogiou a atuação da sua equipe, que com o resultado ficou na liderança do Grupo B da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

AE, Agencia Estado

22 de março de 2010 | 10h46

"Jogamos bem, fizemos uma das boas partidas desde o momento que estou aqui, quase dois meses. Jogamos melhor esse jogo do que o que ganhamos no Maracanã (contra o Flamengo, por 2 a 1, na semifinal da Taça Guanabara). Em termos de postura e qualidade, a produtividade foi boa. Não é fácil jogar contra o Flamengo, qualificado, experiente e com jogadores que podem decidir", ressaltou Joel Santana, que comentou o fato de o time botafoguense não ter conseguido segurar a vitória no final do confronto do último domingo.

"Pecamos em não segurar a bola nos últimos minutos, o Flamengo estava no desespero. Ficamos com três contra um em um contra-ataque, bastava ter tranquilidade. Mas isso só se aprende com conversa. Fica a satisfação de termos jogado de igual para igual com os poderosos", brincou o treinador, se referindo ao time que é o atual campeão brasileiro e teórico favorito ao título estadual.

Joel também elogiou a atuação do atacante argentino Herrera, autor dos dois gols alvinegros no último domingo. "Herrera esteve até mais calmo, estava recebendo muitos cartões amarelos. Hoje (domingo) fez uma boa partida sem se estressar com a arbitragem. É um goleador, jogou muito bem. Não é toda hora que se faz dois gols no clássico", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.