Joel Santana cobra personalidade do time do Botafogo

Preocupado com a pressão sobre os jogadores do Botafogo, após a goleada sofrida para o Vasco no final de semana, o técnico Joel Santana cobrou personalidade dos seus atletas nesta sexta-feira.

AE, Agencia Estado

29 de janeiro de 2010 | 23h00

"Quando se vence tem aplauso e quando se perde é cobrado, isso é normal do futebol. Se o jogador for para dentro de campo preocupado, é melhor pedir para não jogar, que eu tiro", afirmou o treinador, que assumiu o cargo nesta semana.

Para Joel, os jogadores devem responder às críticas da torcida com boas atuações em campo. "Jogador só pode calar vaias e protestos se jogar bem. Para ser jogador do Botafogo é preciso personalidade. O clube tem de disputar títulos sempre", completou.

Sobre o time que enfrentará o América-RJ, no sábado, o treinador disse que ainda não definiu a escalação. Joel precisará escolher os substitutos de Leandro Guerreiro e Fahel, que estão suspensos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.