Joel Santana deve reforçar marcação flamenguista em Cuzco

Técnico está preocupado com o posicionamento dos defensores para o jogo contra o Cienciano, na altitude

Agência Estado,

07 de abril de 2008 | 20h41

O Flamengo inicia uma semana crucial para suas pretensões em 2008. Na quarta-feira, a equipe enfrenta o Cienciano, no Peru, pela quinta rodada da Libertadores, e precisa de uma vitória nos mais de 3.400 metros de altitude de Cuzco para garantir classificação às oitavas-de-final. E no domingo, disputa com o Botafogo uma vaga na final da Taça Rio, cujo título lhe daria por antecipação o Campeonato Carioca. O técnico Joel Santana, porém, mantendo-se fiel a seu perfil cauteloso, resolveu mudar a formação titular do Flamengo. E, diante do Cienciano, no Peru, irá escalar um meio-de-campo com quatro volantes. No treino realizado nesta segunda-feira, na Gávea, o treinador surpreendeu e escalou Gavilán entre os titulares - a expectativa era de que Jaílton ganhasse o posto de Kléberson. Já Toró, como previsto, retornará ao time, na vaga de Marcinho. "Será um jogo muito desgastante e vou escalar aqueles que estão nas melhores condições física", justificou Joel, que arma o time defensivamente na tentativa de voltar com um empate do Peru. Dessa forma, uma vitória simples contra o Coronel Bolognesi, no Maracanã, pela última rodada da Libertadores, daria a vaga ao Flamengo. O capitão Fábio Luciano, porém, faz um alerta. "Se formos pensando em empatar, não vamos conseguir", disse o zagueiro do Flamengo, que pede um time audacioso em campo. "Vamos pensando em vencer, pensando que o grupo é capaz de conquistar uma vitória." Mas até o zagueiro reconhece que um ponto em Cuzco é crucial para o Flamengo. "Se pensarmos em vencer e vier um empate, a classificação dependerá apenas de nós", lembrou Fábio Luciano. O Flamengo ficará em Lima, a capital peruana, para fazer sua preparação final para o jogo contra o Cienciano. E só seguirá para Cuzco momentos antes da partida, para diminuir os efeitos da altitude nos jogadores.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.