Joel Santana não é mais técnico do Guarani

Uma hora depois do empate sem gols do Guarani com o Atlético-PR, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, a diretoria do time campineiro confirmou a "anunciada" demissão do técnico Joel Santana. O curioso é que o presidente José Luiz Lourencetti, ao comentar a sua atitude, rasgou elogios ao técnico que "estava fazendo bom trabalho, mas sem os resultados esperados". O novo treinador deve ser Zetti, do Paulista de Jundiaí. A saída de Joel Santana já estava praticamente decidida pela diretoria antes do jogo. O clima ficou pesado após a eliminação na Copa do Brasil, com o empate sem gols com o Santo André, na quarta-feira, no ABC. Mas ainda havia um fio de esperança de que a vitória pudesse mudar a decisão dos dirigentes. Isso, porém, não aconteceu. Mostrando ainda mais incoerência, o próprio dirigente comentou que só agora "alguns jogadores estão sendo liberados, como Harrison e o Sandro Hiroshi". Desta forma, ele não aceitou a explicação de Joel Santana, que garantia uma melhora do time em três rodadas. O ex-técnico deixa o Guarani frustrado e com números negativos. Em 18 jogos, só venceu três vezes. E vinha sendo "fritado" pela própria diretoria, embora tivesse apoio dos principais jogadores do elenco. A diretoria não anunciou o novo técnico, mas Zetti já foi contactado e pode ser confirmado na segunda-feira. Ele rejeitou uma proposta do Atlético Paranaense, há duas semanas, alegando que gostaria de ficar perto da família, em São Paulo. Por isso, aceitaria assumir o Santos, onde foi indicado por Leão, e agora pode aceitar convite do Guarani. Outros nomes estão na lista e são menos cotados. Um deles, Marco Aurélio Moreira, ex-Ponte Preta. Outro, Mário Sérgio, ex-Atlético-PR. Tite também foi comentado, mas espera acertar, nos próximos dias, com um time japonês.

Agencia Estado,

08 de maio de 2004 | 19h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.