Joel Santana: 'Os adversários já nos vêem no retrovisor'

Técnico do Flamengo confia na classificação da equipe entre os quatro primeiros do Campeonato Brasileiro

Carlos Eduardo Araújo, especial para o Estadão

28 de outubro de 2007 | 21h16

A importante vitória conquistada diante do América em Natal na tarde deste domingo, mudou definitivamente o discurso na Gávea. Na sexta colocação, com 52 pontos, dois a menos que o Cruzeiro - quarto colocado -, o Flamengo agora é um concorrente direto a uma vaga na Libertadores.   "Quando cheguei aqui a meta era atingir 50 pontos e se distanciar da zona do rebaixamento. Agora, com 52, já dá para olhar para cima e pensar alto. Estamos perto dos demais concorrentes e estamos na briga. Quando eles olham para o retrovisor, já vêem o Flamengo na cola. Temos dois jogos importantes em casa, contra Corinthians e Cruzeiro, e vamos para vencer", disse o técnico Joel Santana logo após a partida.   A quarta vitória seguida na competição, empolgou não só o treinador, como também os jogadores. Para o meia Léo Medeiros, que entrou no segundo tempo, a vitória de hoje dará moral para quarta-feira. "Foi um jogo difícil, uma vitória valorizada pelo adversário, que vai nos dar moral contra o Corinthians na quarta", afirmou o meia.   Na partida deste domingo, o Flamengo ajudou a quebrar o recorde de público do Machadão este ano, que pertencia a América e Vasco. Naquela ocasião, 26 mil torcedores estiverem presentes. Hoje o público atingiu 35 mil. Sem nenhum desfalque para quarta, a expectativa é de que o Flamengo, detentor do maior público da competição até aqui conquistado na partida contra o Grêmio, volte a quebrar o recorde contra o Corinthians.

Tudo o que sabemos sobre:
Brasileirão Série AFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.