Joel Santana se apresenta e diz que Flu não é um desafio

De volta ao Rio de Janeiro após passagem pelo futebol japonês, o técnico Joel Santana foi apresentado na manhã desta quinta-feira no Fluminense e fez questão de não poupar os ´clichês futebolísticos´ que marcam seu já conhecido jeito."Não estou de volta porque sou bonito ou uso aqueles óculos que nos deixam com cara de intelectual. Vim porque meu trabalho foi reconhecido pela diretoria. Não sou de usar blusa bonitinha, o meu negócio é beira do campo, a velha prancheta e o uniforme do clube", falou o técnico.Contudo, a contratação do treinador comandante pela equipe carioca foi alvo de algumas críticas justamente pelo fato dele não ter evoluído de acordo com as mudanças do futebol ao longo do tempo, mas Joel rebate: "Bom treinador é aquele que vence e não o que faz boa campanha. É o que ganha título e eu ganho. Tanto que já fui campeão pelos quatro grandes do Rio."O técnico já comandou seu primeiro treino na equipe carioca nesta manhã. Sua estréia pelo clube acontece na próxima quarta-feira, contra a Adesg-AC, pela Copa do Brasil. "Trabalhar em um clube como o Fluminense não é desafio, é uma honra. O Fluminense é um clube bom, tem uma camisa forte, uma torcida boa. Desafio é quando não tem isso", enfatizou Joel.Além do novo comandante, o clube apresentou também Paulo Victor, ex-goleiro do clube, campeão brasileiro em 1984 e tricampeão estadual em 1983, 84 e 85, como novo treinador de goleiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.