Jogada aérea será a arma da Lusa

Explorar a jogada aérea. Esta será a tática da Portuguesa para surpreender o São Paulo no clássico deste domingo, o 20º da história dos clubes no Estádio do Canindé, às 16 horas, válido pela penúltima rodada do Campeonato Paulista. Sem condições de classificação às semifinais - ocupa a 11.ª colocação com 18 pontos, o técnico Candinho quer que sua equipe termine de forma honrosa a competição. Para isso, vai escalar o ataque com dois jogadores de presença de área e bons cabeceadores, Cléber e Ricardo Oliveira. Destaque na partida diante do São Raimundo, pela Copa do Brasil, quando entrou no segundo tempo e incendiou o jogo, comandando a virada e a classificação - a Lusa perdia por 1 a 0 e ganhou de 3 a 1 - o atacante Cléber ganha nova oportunidade entre os titulares. "Não quero desperdiçar a chance. Vou jogar da forma que gosto, saindo para buscar o jogo e chegando como surpresa." Apesar de terem as mesmas características do companheiro, Ricardo Oliveira, o artilheiro do time na competição com 6 gols, atuará mais fixo na área. Sem problemas no ataque, o treinador Luso vai ter um verdadeiro quebra-cabeças para montar a time. Sem contar com Tinho e Edson Pelé, machucados e Souza, Sandro Fonseca e Irênio, Candinho pode inovar em sua metodologia de trabalho, implantando o esquema 3-5-2, com proteção maior ao seu gol - a Lusa sofreu 13 gols nos últimos três jogos pelo Estadual - e dando mais liberdade para os laterais fazerem as jogadas de linha de fundo e os cruzamentos par área. "Os treinos da semana, com a formação de três zagueiros foi apenas para testar uma nova fórmula de jogo", desconversa o técnico. Na direita, nenhuma surpresa, com a presença de Mancini. A novidade será na esquerda, com a estréia do lateral argentino Lupídio, contratado a pouco mais de um mês do Quilmes, da Segunda Divisão argentina. "É um jogador que me agradou. Tem bom passe e visão de jogo," elogia Candinho. Apesar dos inúmeros problemas por desfalques, a boa notícia fica por conta da presença de Élson no meio-de-campo. O jogador era problema até sexta-feira, por sentir uma fisgada na coxa-direita. Foi liberado e deve ser presença garantida. Apesar de estar sem chances matemáticos, a partida é encarada como o "jogo da revanche", já que o São Paulo eliminou a Portuguesa do Campeonato Paulista do ano passado. Uma vitória da Lusa eliminaria o adversário da competição. A Lusa deve jogar com Carlos Germano; Mancini, Émerson, Élvis e Lupídio; Élson (Vinícius), Ricardo Lopes, Marquinhos e Lúcio; Cléber e Ricardo Lopes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.