Andrew Yates/Reuters
Andrew Yates/Reuters

Jogador acusado de manter relações com menor volta a treinar

Investigação policial sobre o caso continua 'viva e em progresso'

Estadão Conteúdo

18 Março 2015 | 14h34

O Sunderland anunciou nesta quarta-feira que encerrou a suspensão imposta ao meia Adam Johnson. O jogador havia sido punido pelo clube depois do envolvimento em um grande escândalo na Inglaterra, já que foi preso no início do mês sob a acusação de ter mantido relações sexuais com uma jovem de 15 anos.

A decisão do Sunderland aconteceu um dia depois que a Justiça inglesa decidiu estender a fiança de Johnson até o dia 23 de abril, possibilitando que ele aguarde a sentença em liberdade. Com isso, o meia está liberado para atuar e inclusive já participou do treinamento ao lado de seus companheiros nesta quarta.

"Nós reconhecemos que o jogador tem o direito de recomeçar suas tarefas com o clube enquanto seu processo legal continua. Por isso, ele está de volta aos treinos", explicou o Sunderland em comunicado. "A investigação própria do clube não pode continuar até a conclusão do processo legal."

O clube garantiu que entrou em contato com a Associação de Jogadores Profissionais da Inglaterra antes de tomar a decisão. Apesar do retorno de Johnson aos treinos, a polícia de Durham, onde o meia foi preso, afirmou que a investigação "continua muito viva e em progresso".

Ex-jogador do Manchester City e com passagens pela seleção inglesa, Adam Johnson, de 27 anos, foi detido no dia 2 de março, após ser cercado na mansão onde estaria mantendo relações sexuais com uma jovem de 15 anos. No dia seguinte, ele deixou a prisão sob pagamento de fiança, mas continua sendo investigado pela Justiça local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.