Jogador brasileiro tem pena reduzida

O jogador brasileiro conhecido como Eriberto, do Chievo Verona, teve a pena de suspensão por falsidade ideológica reduzida de sete para três meses pela Federação Italiana de Futebol. Com isso, o jogador poderá voltar a jogar futebol já em janeiro de 2003. O Comitê Olímpico Italiano reduziu a pena, mas impôs uma multa adicional de 100 mil euros, além dos 50 mil que já havia sido condenado a pagar. A multa extra será destinada à prefeitura da cidade de San Giuliano di Puglia, localizada no sul da Itália, que sofreu graves danos com um terremoto em 31 de outubro. ?Me sinto muito feliz. Nem posso esperar o momento de voltar ao time e jogar de novo?, disse o jogador ao ser informado sobre a reforma na sentença.Eriberto foi suspenso em setembro deste ano por usar documentos de identificação falsificados. Ele dizia se chamar Eriberto, quando na verdade, havia sido registrado pelos pais como Luciano. Mentiu também sobre a idade. No dia 3 de dezembro ele completou 27 anos, mas assegurava ter três a menos. Ele próprio procurou a justiça para confessar o erro e na época, explicou que alterou os documentos ainda no Brasil para poder realizar testes em equipes amadoras.Depois de duas temporadas no Bologna, Luciano se transferiu para o Chievo em 2000, onde se destacou como um dos melhoresmeio-campistas da temporada. ?Eu estou pronto. Agora só depende do técnico?, acrescentou Luciano, referindo-se Luigi Del Neri. O treinador recebeu a notícia com entusiasmo. "Me comove, em particular, o aspecto humano desta história, porque vi o quanto ele sofreu. Além disso, estou muito satisfeito com o desfecho já que agora podemos contar com um jogador de grande qualidade?, disse Del Neri.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.