Jogador cavou expulsão em jogo da Série B, diz árbitro

O jogo que parecia ser o menos importante do último dia da Série B, sábado, porque não valia nada na classificação, foi também aquele que teve a maior confusão. O clássico potiguar, entre ABC e América-RN, não terminou porque o time alvirrubro ficou com apenas seis jogadores em campo. Na súmula, o árbitro Suelson de França Medeiros anotou que Lúcio Querubim forçou a própria expulsão, para que o jogo fosse encerrado com o empate em 2 a 2.

AE, Agência Estado

26 de novembro de 2012 | 15h41

De acordo com a súmula, Lúcio Surubim se dirigiu ao árbitro com diversas ofensas no momento em que se dirigia à lateral do campo para ser substituído, "com atitude clara de provocar a própria expulsão, originando assim o encerramento da partida por deixar a sua equipe (o América) com número insuficiente de atletas". Para provocar, o jogador também havia abaixado os meiões e tirado a camisa de dentro do calção.

A expulsão foi a quinta do América-RN no clássico. Antes, Norberto, Baiano, Isac, Cleber e Schmoller também haviam recebido o vermelho, assim como o técnico Roberto Fernandes. Pelo lado do ABC, foram expulsos Bileu e Vinicius.

O cartão forçado não foi a melhor opção para o América. Isso porque o empate em campo pode se transformar numa derrota e o ABC deve ser declarado vencedor da partida, conforme indica o terceiro parágrafo do artigo 59 do Regulamento Geral de Competições de CBF: "Após o início da partida, se uma das equipes ficar reduzida a menos de sete atletas, dando causa a essa situação, tal equipe perderá os pontos em disputa."

A CBF, por enquanto, considera o placar de empate, mas o resultado da partida ainda será decidido pelo STJD. E o Tribunal tem muita coisa a debater sobre o clássico. Cleber levou o vermelho por dar uma cabeçada num adversário com a bola parada. Depois, quatro atletas foram expulsos por conta de uma confusão. Na súmula, o árbitro relata troca de chutes e ofensas. A torcida do ABC ainda jogou um chinelo e uma latinha no campo do Fraqueirão, o que pode tirar mando de campos do clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.