Vassil Donev/EFE
Vassil Donev/EFE

Jogador da Dinamarca é ameaçado de morte após perder pênalti e federação denuncia

Nikolai Jorgensen desperdiçou a última cobrança na disputa com a Croácia pelas oitavas de final da Copa do Mundo

Estadão Conteúdo

03 Julho 2018 | 07h34

O sonho de avançar na Copa do Mundo chegou ao fim para a Dinamarca no último domingo, com a derrota nos pênaltis para a Croácia, após empate por 1 a 1 no tempo normal. Responsável por perder a última cobrança, o atacante Nikolai Jorgensen passou a sofrer com agressões verbais e até ameaças de morte através das redes sociais.

+ Peter Schmeichel publica fotos do filho e exalta campanha da Dinamarca: "Orgulho"

+ Após eliminação da Dinamarca, meia anuncia aposentadoria da seleção

+ Herói da classificação croata, goleiro homenageia amigo que morreu em jogo

O atacante foi alvo de ofensas homofóbicas, entre outras publicações que o condenaram pelo pênalti perdido. "Vai se f...", "você destruiu a Dinamarca, seu porco" e "morte ao Jorgensen" foram alguns dos comentários postados nas redes sociais do jogador do Feyenoord.

As ameaças geraram até posicionamento da Federação Dinamarquesa de Futebol, que defendeu o atleta. "Parem. Nossa sociedade nunca deve aceitar ameaças de morte, seja contra estrelas da Copa do Mundo, políticos ou outros. É totalmente inaceitável e obsceno. Denunciamos este problema à polícia para colocar um fim nesta loucura", comentou.

No domingo, Dinamarca e Croácia ficaram no 1 a 1 ao longo dos 90 minutos, resultado que se estendeu na prorrogação. O jogo foi para os pênaltis, e aí brilhou a estrela do goleiro Subasic, que defendeu as cobranças de Eriksen, Schöne e Jorgensen, na tentativa derradeira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.