Antonio Parrinello/Reuters
Antonio Parrinello/Reuters

Jogador de clube italiano é diagnosticado com coronavírus

Atleta do Pianese, que disputa a Série C do Campeonato Italiano, não teve o nome revelado

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2020 | 11h52

Com mais de 520 casos confirmados de coronavírus na Itália, o Covid-2019 chegou nesta quinta-feira ao futebol profissional do país. Um jogador da Pianese, que disputa a Série C, foi diagnosticado com a doença. O atleta, que não teve o nome revelado, mora na pequena cidade de Abbadia San Salvatore, na região da Toscana. Ele teria contraído o vírus em uma viagem para visitar os pais que moram na Emilia-Romagna.

O jogador tem 22 anos e foi internado em um hospital em Siena assim que a doença se manifstou. Sengundo informações oficiais, ele está em boas condições de saúde e em observação. Os sintomas no atleta começaram aparecer no sábado, dia 22, um dia antes do jogo contra a Juventus B, pela 27ª rodada da Série C. 

Apesar de ter tido contato com os companheiros de equipe, ele não entrou em campo para a partida. A Pianese é uma equipe da cidade de Piancastagnaio, na Toscana, mas desde o início da temporada manda seus jogos em Grosseto. O time é o vice-lanterna da Chave A da Série C do Campeonato Italiano.

O coronavírus também atrapalhou o trabalho do técnico italiano Giuseppe Sannino no Honvéd, da Hungria. O tradicional time do país resolveu afastar temporariamente o treinador e seu auxiliar, Alessandro Recenti, de suas funções. "Eles podem ter entrado em contato com pessoas que moram nas áreas afetadas pelo coronavírus. Os treinadores italianos não mostraram nenhum sintoma, mas eles não participaram do treinamento e não estarão presentes no jogo de sábado por precaução", explicou o Honvéd em nota.

Para o duelo com o Diósgyöri, o Honvéd será comandado pelo ex-jogador István Pisont. O time é o quinto colocado do Campeonato Húngaro.

Golf

Os golfistas italianos Edoardo Molinari e Lorenzo Gagli estão em quarentena em Omã também por causa da epidemia de coronavírus. Os dois atletas foram isolados em decorrência de uma gripe que Gagli contraiu na semana passada. Eles estão no país asiático para a disputa da terceira edição do Open de Omã, na cidade de Mascate.

"Estou bem. Não tenho nenhum dos sintomas, nem febre nem frio. Estou muito entediado e irritado. Espero que esse pesadelo termine em breve", escreveu Molinari em suas redes sociais. Nesta quinta-feira, o teste de coronavírus que Gagli fez deu negativo, disseram fontes para a agência de notícias Ansa. Os dois golfistas italianos deverão disputar o torneio normalmente a partir desta quinta-feira.

"É uma decisão inexplicável, pois se houvesse risco de contágio, eles teriam de isolar dezenas de jogadores e cancelar o torneio", afirmou Gagli.

Basquete 

A Federação Internacional de Basquetebol (Fiba) anunciou que a partida entre Reyer Venezia e Riga, da Letônia, pela Liga dos Campeões feminino da modalidade, foi cancelada em decorrência do coronavírus. O clube letão já tinha comunicado que não queria enfrentar o clube italiano, mesmo que o jogo seria disputado em Liubliana, na Eslovênia. /Com informações da Ansa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.