Jogador de Malta é suspenso por 10 anos pela Uefa

O meia Kevin Sammut, da seleção de Malta, foi suspenso por 10 anos nesta segunda-feira, pela Uefa, por suspeita de estar envolvido em um escândalo de manipulação de resultados. A punição se refere a uma partida de Malta contra Noruega, disputada em junho de 2007, pelas Eliminatórias da Eurocopa do ano seguinte.

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 11h53

O atleta, de 31 anos, foi acusado de facilitar o jogo para os noruegueses, que venceram por 4 a 0. Segundo a acusação da Uefa, Sammut atuou em favor de um grupo de apostas da Croácia. O jogador, porém, nega as acusações e pode recorrer da decisão.

Sammut foi o único punido pela Uefa, apesar da suspeita de que outros jogadores também se envolveram no caso. A entidade alega que não há evidências suficientes para acusar formalmente os demais atletas.

O caso é curioso porque o meia foi substituído no intervalo da partida, quando a Noruega vencia por apenas 1 a 0. Samutt, portanto, não esteve campo quando os noruegueses marcaram os outros três gols, nos últimos 18 minutos da partida.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolUefaMaltasuspensão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.