Jogador do Chelsea apela por retorno seguro de pai sequestrado

O meia John Obi Mikel não tem notícias do paradeiro do familiar

Mike Collet, Reuters

15 de agosto de 2011 | 16h27

LONDRES - O meia John Obi Mikel, do Chelsea, apelou a sequestradores nesta segunda-feira pelo retorno seguro de seu pai, sequestrado na Nigéria na semana passada.

O jogador nigeriano de 24 anos disputou no domingo a partida que terminou empatada em 0 x 0 contra o Stoke City, apesar de saber que o pai Michael havia sido sequestrado na sexta-feira.

"Não ouvimos nada, nenhum telefonema, nada", disse Mikel ao Sky Sports News.

"Quem quer que esteja com meu pai ou sabe onde meu pai está por favor entre em contato comigo e esperamos que ele seja libertado. Por favor, deixem-no ir - meu pai é um homem idoso e não fez nada contra ninguém. Não sei por que ele foi levado."

"Isso acontece muito, não na região norte da Nigéria, mas na região leste", acrescentou o jogador.

A casa do pai de Mikel em Jos foi abandonada e a polícia local disse à Reuters que está investigando o desaparecimento. A maioria dos investigadores está concentrada na eclosão de protestos religiosos na região.

Pelo menos 10 pessoas morreram nesta segunda-feira na área que cerca Jos quando militares entraram em confronto com jovens cristãos e muçulmanos, segundo autoridades locais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.