Reprodução/TV Globo
Reprodução/TV Globo

Jogador do Vila Nova-GO, Robston é suspenso por uso de cocaína

Punição prejudica carreira do atleta, que já tem 32 anos e não deve renovar contrato

AE, Agência Estado

21 de fevereiro de 2014 | 18h52

RIO - O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) condenou nesta sexta-feira o meia Robston, do Vila Nova-GO, a dois anos de suspensão por uso de cocaína. O jogador realizou o exame de doping após a partida contra o Sampaio Correa-MA, na primeira rodada da semifinal da Série C do Campeonato Brasileiro de 2013. Ele esteve presente na audiência e confessou ter feito uso da droga.

Contudo, durante o julgamento, ficou determinado que a pena pode ser reduzida pela metade caso o jogador comprove durante os próximos 12 meses que não está mais usando esse tipo de substância.

A punição prejudica muito a continuidade da carreira de Robston, já que o atleta está com 32 anos e não deve ter o contrato renovado com o Vila Nova. O jogador disse que havia 10 anos que não usava cocaína, mas que após o jogo que deu o acesso de seu time à Série B, participou de uma festa regada à drogas e acabou cedendo.

Agora se mostra preocupado com o futuro de sua família, enquanto não estiver jogando. "Foi um fato isolado. Tenho muitas pessoas que dependem de mim e é difícil ver meu filho sendo tachado de ser filho de um drogado. Não gostaria de encerrar a carreira com essa mancha", lamentou Robston.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.