Jogador é condenado à prisão por jogada violenta na Holanda

Rachid Bouaouzan é condenado a dois anos e seis meses de prisão condicional por quebrar perna de adversário

EFE

23 de abril de 2008 | 16h00

A Suprema Corte da Holanda confirmou a pena de seis meses de prisão condicional ao atacante holandês Rachid Bouaouzan que, em uma jogada violenta, causou a fratura da perna de um adversário que em uma partida do Campeonato Holandês de 2004.Em um comunicado, o Supremo explicou que o ex-lateral do Sparta Roterdã "violou de forma flagrante as regras do jogo, provocando um sério dano físico" a Niels Kokmeijer, do Go Ahead Eagles, que encerrou a carreira.Assim como o Tribunal de Apelação, que condenou ao jogador a dois anos a seis meses de prisão condicional, o Supremo considerou "proposital" a ação de Bouaouzan contra o oponente.O atacante holandês, que atualmente joga pelo Wigan, da Inglaterra, recorreu ao Supremo alegando que as regras aplicadas ao jogo não devem ser consideradas fora do futebol.O Supremo reconheceu que, no esporte, os jogadores podem protagonizar lances que causem lesões, algo que não pode ser penalizado com medidas legais. No entanto, o Supremo especificou que quando essas ações supõem "violações flagrantes das regras do jogo" devem ser penalizadas da mesma forma que ocorreria fora do âmbito esportivo.

Tudo o que sabemos sobre:
Holandafutebolviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.