Jogador esfaqueado recebe 15 pontos

O jogador Hernandes, do Oeste de Itápolis, recebeu 15 pontos na perna e um arranhão na barriga após ser esfaqueado pelo massagista do União Mogi, conhecido como Tonello. Este foi o saldo do jogo que teve apenas sete minutos, nesta tarde, em Jundiaí, pelo Campeonato Paulista da Série A-3. Hernandes garantiu que, apesar do susto, está bem. Mas disse que a confusão teve como grande culpado o técnico Ademir Fonseca, que teria incitado seus jogadores a partir para a briga. Para o ferido, os jogadores adversários resolveram descontar a raiva pela perda de mando de jogo. "Eles queriam ganhar da gente de todo jeito", completou Hernandes, sem lembrar as confusões acontecidas no primeiro turno, no acanhado estádio de Itápolis. A confusão começou aos sete minutos, em uma cobrança de falta para o Oeste. A barreira estava sendo armada quando Zé Ilton, do União, deu uma cotovelada em Hernandes, do Oeste. O cartão amarelo para Zé Ilton acalmou os ânimos, mas o volante acabou expulso instantes depois, e nervoso, partiu para cima de Hernandes, iniciando uma briga que envolveu todos em campo. No meio da confusão, o massagista do União Mogi, identificado como Tonello, deu uma facada na perna direita do volante Hernandes. Terminado o conflito, o árbitro Bernardino Demônico Junior encerrou a partida, enquanto os dirigentes dos dois clubes trocavam acusações no plantão policial de Jundiaí. "O pessoal do União estava armado", jurava o presidente do Oeste, Mauro Guerra, que também é narrador de uma emissora de rádio em Itápolis e acompanhava tudo das cabines do estádio Jaime Cintra. O jogo foi realizado em Jundiaí, porque o União Mogi perdeu o mando por causa de tumultos ocorridos num jogo, em Mogi das Cruzes, diante do Jaboticabal. O presidente do União, Walter Aparecido, garante que o massagista Tonello também teria sido ferido, e o preparador físico Calter teria sido vítima de uma borrifada de spray de pimenta no rosto. O caso, agora, será encaminhado para o Tribunal de Justiça da Federação Paulista e, conforme o relatório do juiz, os dois times podem ser penalizados com a perda de pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.