Jogador francês sobrevive a ataque cardíaco em campo

Ex-jogador do Birminghan City, MarcoRandriana está internado se recuperando de um ataque cardíacoque sofreu durante jogo de seu time Niort, em Sedan, pelasegunda divisão do Campeonato Francês, declarou, neste sábado,o porta-voz do hospital de Reims. O meio-campista de 24 anos teve um colapso aos 23 minutosde partida, que foi disputada na sexta-feira à noite. "Eles, provavelmente, salvaram a vida dele. Ele recuperou aconsciência na ambulância enquanto estava sendo levado aohospital de Reims. Suas condições agora estão estabilizadas,mas ele permanecerá sob observação por alguns dias", afirmou oporta-voz. Nos últimos anos, houve um grande número de mortes nofutebol relacionadas a ataques cardíacos. O meio-campista do Sevilha, Antonio Puerta, um dosjogadores mais promissores da Espanha, morreu em agosto passadotrês dias após ter sofrido parada cardíaca durante um jogo doCampeonato Espanhol. O camaronês Marc-Vivien Foe sofreu um ataque e morreudurante uma partida da Copa das Confederações em 2003. Entre as outras vítimas estão Miklos Feher, do Benfica, emjaneiro de 2004, o zagueiro Serginho, do São Caetano, emoutubro do mesmo ano quando disputava uma partida contra o SãoPaulo pelo Campeonato Brasileiro, e Hugo Cunha, do UniãoLeiria, em Portugal, em 2005. Phil O'Donnell, do Motherwell, morreu no mês passado depoisde sofrer um ataque cardíaco já quase no final da partidacontra o Dundee United, válida pelo Campeonato Escocês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.