Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Jogador inglês é condenado à prisão por agredir adversário

O zagueiro James Cotterill, do Barrow, foi condenado nesta quinta-feira a quatro meses de prisão, por ter quebrado a mandíbula de um adversário, durante uma partida da Copa da Inglaterra. Cotterill declarou-se culpado pelo soco dado em Sean Rigg´s, do Bristol Rovers.A agressão ocorreu no 30.º minuto do primeiro tempo da partida entre os times, em 11 de novembro último. Peter Kennedy, o advogado de Cotterill, classificou o soco como um "momento de estupidez", ocorrido "no calor da partida".A partida foi vencida pelo Bristol Rovers, da quarta divisão, por 3 a 2. No momento do lance, o árbitro não notou a agressão. Mas a polícia interveio após a televisão exibir as imagens. A mandíbula de Rigg, de 18 anos, foi quebrada em dois pontos, que deverão ser ligados através de placas de metal. O lance foi exibido a milhões de espectadores, durante um programa da rede britânica BBC.Cotterill foi proibido pela federação inglesa de jogar futebol em qualquer divisão, até março. Ele foi preso no dia 20 de novembro e depois deixou o Barrow, clube da segunda divisão."Esse tipo de violência no campo não serão tolerada", garantiu o juiz Robert Brown, responsável pela sentença. Cotterill também pagará uma multa equivalente a US$ 525.O atacante do Rangers Duncan Ferguson foi o único caso de outro jogador inglês preso por motivo semelhante. Em 1995, Ferguson ficou três meses na prisão por dar uma cabeçada no zagueiro John McStay, do Raith Rovers, em março de 1994.Em 1995, Eric Cantona, então estrela do Manchester United, chegou a ser condenado a duas semanas de prisão por ter dado uma "voadora" em um torcedor que o provocou. A pena foi depois comutada em 120 horas de serviço comunitário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.