Jogador italiano faz saudação fascista

O atacante Di Canio, da Lazio, não perde oportunidade para criar confusão. Neste domingo, em Livorno, ele fez a saudação fascista à torcida de sua equipe, no nomento em que era substituído, no segundo tempo. A provocação foi contra a torcida de Livorno, cidade que vota tradicionalmente em partidos de esquerda. O jogo quase terminou em confusão. Os torcedores da Lazio levaram ao estádio retratos do ex-ditador fascista Benito Mussolini, enquanto os seguidores do Livorno (que venceu por 2 a 1) entoavam cânticos revolucionários. Por ter feito a mesma saudação fascista, num jogo anterior do Campeonato Italiano, contra a Roma, Di Canio foi multado em 10 mil euros.

Agencia Estado,

11 de dezembro de 2005 | 20h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.