ATTILA KISBENEDEK / AFP
ATTILA KISBENEDEK / AFP

Jogador nascido em campo de refugiados na Angola é contratado por R$ 183 milhões pelo Real Madrid

Joia de 18 anos chega ao clube espanhol credenciado por passagens pela seleção francesa. Volante encontrou no esporte uma maneira de ajudar a família, que chegou à França após fugir de guerras no Congo

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de agosto de 2021 | 17h32

No último dia da janela de transferências da Europa, o Real Madrid anunciou a contratação do volante francês Eduardo Camavinga, de 18 anos. Considerado um joia do futebol, o jogador foi comprado junto ao Rennes por 30 milhões de euros (R$ 182,8 milhões na cotação atual) e assinou contrato até 2027 com a equipe espanhola. 

Vivendo o sonho de jogar em um dos maiores clubes do planeta, a trajetória do jovem até o Real Madrid é digna de cinema. Sua família fugiu das guerras na República Democrática do Congo para se refugiar em Cabinda, um enclave angolano. O jovem nasceu em 2002, em um campo de refugiados, irmão de outros seis filhos.

Quando ainda era um bebê, se mudou com a família para Fougères, pequena cidade de 30 mil habitantes no noroeste da França, onde começou a jogar futebol. "Viemos para fugir da guerra, tivemos que lutar muito, o futebol tem sido a minha forma de escapar", disse o jogador

Camaviga foi contratado pelo Rennes em 2013, um dos principais clubes da região onde morava, sendo lapidado como um diamante bruto nas divisões de base. Com grande vigor físico, o canhoto de 1,82 de altura estreou na Ligue 1, primeira divisão francesa, em 2019, com apenas 16 anos. Se consolidou como titular nas duas temporadas seguintes. 

Chamando atenção da comissão técnica da seleção da França, se naturalizou e ganhou uma chance com o técnico Didier Deschamps, estreando na vitória por 4 a 2 sobre a Croácia na Liga das Nações, em setembro de 2020. No mês seguinte, marcou um gol de meia-bicicleta em um amistoso contra a Ucrânia. 

O destaque precoce levou o jogador a trocar de agente em dezembro do último ano, assinando com Jonathan Barnett, muito bem relacionado com a diretoria do Real Madrid. Com o nome ventilado nos corredores do clube, a mudança para a capital espanhola se tornou questão de tempo. Com a desistência por Mbappé, Camavinga chega como uma das principais apostas para escrever novos capítulos vitoriosos da equipe merengue. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.