Jogador simula contusão e foge da PF

O lateral Carlos Roberto, ex-jogador do Corinthians e da Portuguesa de Desportos, passou por momentos inusitados, esta noite, no estádio Bruno José Daniel, em Santo André. Para evitar sua prisão pela Polícia Federal, ele simulou uma contusão e saiu de campo de maca aos 13 minutos do primeiro tempo, quando seu time enfrentava o Etti Jundiaí pelo Campeonato Paulista da Série A-2.O plano ousado foi armado pela diretoria do Santo André, que soube da presença dos policiais momentos antes do início do jogo. Depois de um choque com um adversário, Carlos Roberto caiu em campo e foi encaminhado para uma ambulância. Ele deixou o estádio e seu paradeiro é desconhecido. Carlos Roberto estava em liberdade graças a um habeas corpus, uma vez que ele é acusado de receptação de equipamentos eletro-eletrônicos roubados em Campinas. O processo corre na 4ª Vara Criminal de Campinas. O juiz Caio Chaves negou o pedido de liberdade do jogador. Ainda no intervalo, o técnico Luiz Carlos Ferreira, do Santo André, confirmou que preferiu substituir Carlos Roberto por Lúcio porque o titular "não teria condições psicológicas de continuar em campo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.