Jogadoras dão dicas para a seleção da Alemanha

Depois do desastre da seleção alemã contra a Itália, todo mundo no país da Copa resolveu dar o seu palpite para ajudar ou criticar o trabalho de Jürgen Klinsmann. Depois de políticos e dirigentes, agora é a vez de três jogadoras da seleção feminina de futebol fornecerem dicas que, segundo elas, levaram a equipe alemã a conquistar o Europeu e o Mundial.Nia Kunzer, autora do gol que assegurou o título mundial contra a Suécia, disse ao Bild que os homens näo passam muito tempo juntos para melhorar o ambiente no grupo. ?Ficamos muito mais tempo juntas. Atualmente, a equipe está passando dez dias em Portugal, disputando a Algarve Cup. Quando isso acontece com os homens??Outra atacante, Inka Grings, aconselhou Klinsmann a levantar o moral da equipe com pequenos detalhes. "Klinsmann deve ressaltar o espírito de equipe. Muitas vezes, em pequenas coisas. Nós, quando jogamos, agarramos as mäos umas das outras no hino nacional, fazemos um círculo antes do início da partida?, lembrou Grings.A zagueira Inken Becher alerta o treinador alemão para a falta de continuidade no sistema defensivo. ?A constante rotação da defesa näo permite a adequação dos jogadores ao sistema tático. Klinsmann deve manter apenas uma defesa inteira".Sobre o tema mais polêmico da semana, a atacante Grings foi categórica. ?É um absoluto absurdo o que está se discutindo. Klinsmann deve realmente vir para a Alemanha. Ele tem de mostrar uma marca, tem de ser um exemplo. Outra coisa é se ele vai assistir aos jogos no estádio ou na TV, mas ele precisa estar aqui", finalizou. Künzer foi além. ?Quanto mais o Mundial se aproxima, mais tempo o treinador deve passar com o seu time?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.