Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Jogadoras de futebol fazem campanha para ajudar o SUS na luta contra pandemia

Atletas lançam projeto de vaquinha virtual e sorteio para angariar fundos para a rede pública

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de março de 2020 | 18h26

Por iniciativa da lateral Mariana Dantas, do Flamengo/Marinha, várias jogadoras de futebol têm preparado ações para ajudar o Sistema Único de Saúde (SUS) durante a pandemia do novo coronavírus. O plano é realizar uma vaquinha virtual e sorteios para destinar a renda para doações. O objetivo é ajudar a Brasil a tratar e combater os infectados pela doença que precisam de atendimento na rede pública.

A ideia de Mariana ganhou o apoio de várias jogadoras de futebol e futsal. Até agora, atletas de times como Palmeiras, São Paulo, Corinthians, Internacional e até da seleção brasileira prometeram participar. A campanha foi batizada de Futebol Feminino Veste SUS e surgiu no Twitter. "Já estou organizando tudo. Vai rolar essa vaquinha, sim, e vai ter muita camisa pra vocês", escreveu.

Nesta quarta-feira, as páginas da campanha Vestindo SUS já foram criadas no Twitter e no Instagram. A promessa é de nos próximos dias os internautas poderem ganhar camisas autografadas. "Neste momento de crise, vamos realizar uma vaquinha em prol de doações para o SUS em combate ao COVID-19! O futebol e futsal feminino do Brasil unidos nessa causa", diz a apresentação do perfil.  

Entre as jogadoras que manifestaram publicamente o interesse em participar estão Gabi Nunes, do Corinthians, Ary Borges e Bia Zaneratto, do Palmeiras, e Bruna Benites, do Inter. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.