Jogadores atribuem empate à forte marcação boliviana

Atletas brasileiros assumem a culpa pelo resultado diante da Bolívia e dizem que não conseguiram criar jogadas

Agencia Estado

11 de setembro de 2008 | 00h47

Após o empate por 0 a 0 com a lanterna Bolívia, no Engenhão, nesta quarta-feira, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, os jogadores da seleção brasileira foram unânimes ao atribuir o resultado da partida à dificuldade do time de superar a marcação boliviana.Veja também: Brasil só empata com a Bolívia e recebe as vaias da torcida Classificaçao das EliminatóriasDê seu palpite no Bolão Vip do Limão "A culpa é nossa, não saímos da marcação, não criamos jogadas. Infelizmente, não era esse o resultado que queríamos. Tentamos, mas hoje (quarta-feira) não deu", afirmou o atacante Luís Fabiano. "A seleção não jogou bem, longe do que a gente quer. Não saímos da marcação, nem nos movimentamos bem. O empate foi merecido. Temos de melhorar muito", concordou Robinho.Mesmo com um jogador a mais na maior parte do segundo tempo, o Brasil não conseguiu penetrar na consistente defesa do adversário. "É difícil jogar assim, não estamos encontrando espaços", já se preocupava Ronaldinho Gaúcho, no intervalo.Apesar da dificuldade de jogar pelo meio, a seleção demorou para armar jogadas pelas laterais. "Demoramos para fazer a leitura do jogo: a marcação está forte, pelo meio é difícil, temos de jogar pelas laterais", diagnosticou o meia Diego. "O Dunga pediu para eu e o Juan aparecermos mais. Eles estão fazendo um bloco no meio, dificultando pra gente", contou o lateral-direito Maicon.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.