Jogadores colombianos entram em greve

Os jogadores de futebol da Colômbia entraram em greve nesta quinta-feira. Eles reivindicam melhores condições de trabalho e uma legislação específica. O movimento conta com o apoio da maioria dos atletas dos principais clubes do país e deve causar o cancelamento da rodada deste fim de semana do Campeonato Colombiano.A greve foi anunciada pela Associação de Jogadores Profissionais da Colômbia, acatando decisão dos próprios atletas, em eleição realizada em setembro com 437 votos - a paralisação tinha dois meses para ser decretada, por lei, se as negociações com os clubes e a Federação local não evoluíssem.Segundo dados iniciais, os jogadores de 14 dos 18 clubes da primeira divisão colombiana aderiram à greve e muitos deles já deixaram, inclusive, de treinar nesta quinta-feira. É a primeira paralisação coletiva da história do futebol profissional da Colômbia.A greve é por tempo indeterminado, até que as reivindicações sejam atendidas. ?O compromisso dos jogadores é que eles não irão jogar até que se discuta e resolva a situação deles. Eles querem que sejam respeitados alguns direitos mínimos?, anunciou o presidente da Associação, Carlos Puche González.Entre as reivindicações dos grevistas está a criação de um Estatuto do Jogador e o cumprimento dos direitos trabalhistas, como, por exemplo, o pagamento de seguro médico, além do registro profissional dos atletas. Eles também querem receber parte do dinheiro recebido pelos clubes e a Federação pelos direitos de transmissão da TV.?Depois de três meses de tentativas não foi possível chegar a um acordo. Ninguém quer greve, mas parece ser o único caminho para sejamos ouvidos e respeitados como merecemos?, afirmou o zagueiro Jorge Bermudez, do América de Cali. ?Somos trabalhadores com direitos que o futebol colombiano não cumpre e que os dirigentes não querem respeitar.?A greve no futebol colombiano foi decretada justamente no dia seguinte à eliminação do país nas Eliminatórias. Apesar da vitória sobre o Paraguai, na quarta-feira à noite, a Colômbia terminou em 6º lugar e ficou fora da Copa do Mundo, pela segunda vez seguida.

Agencia Estado,

13 de outubro de 2005 | 15h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.