Henry Romero/Reuters
Henry Romero/Reuters

Jogadores da seleção croata são condecorados pela presidente após vice na Copa

Kolinda Grabar-Kitarovic recebeu nesta terça-feira o elenco que foi derrotado na final da França

Estadão Conteúdo

13 Novembro 2018 | 16h06

A presidente da Croácia, Kolinda Grabar-Kitarovic, recebeu nesta terça-feira os jogadores da seleção nacional para condecorá-los pela campanha do vice-campeonato mundial na Rússia, no meio do ano. Além dos atletas, liderados pelo meia Luka Modric, o melhor da Copa, a governante também homenageou o técnico Zlatko Dalic e o presidente da federação de futebol do país, Davor Suker.

"Somos todos fãs de vocês, e vocês conquistaram os corações de todo o mundo entre os melhores futebolistas. Obrigado pela conquista deste feito histórico, mas, acima de tudo, por fazerem a Croácia voltar a sorrir. Vocês são a cara da seleção croata, não desistiram até o último minuto e comprovaram a força do nosso futebol", declarou Grabar-Kitarovic.

A própria presidente se tornou figura bastante aclamada durante o Mundial por sua simpatia em cada aparição na Rússia, e ganhou espaço na imprensa conforme o time foi avançando. Ao longo de sua caminhada, a Croácia surpreendeu a Argentina, passou por Dinamarca e Rússia, bateu a Inglaterra na semifinal, e só parou na França, derrotada na decisão por 4 a 2.

"Obrigado por mostrarem suas qualidades pessoais e profissionais, como forma de inspirar nossas crianças e jovens. Que possamos traduzir isto em desenvolvimento, para que tenham a mesma oportunidade de terem sucesso. Que viva nossa Croácia, cujo nome glorioso e coração foram mostrados para todo o mundo", comentou Grabar-Kitarovic.

Dalic e Suker foram condecorados com a ordem "Knez Trpimir" (Príncipe Tripmir), concedida a quem realiza contribuições extraordinárias à independência, soberania e prestígio da Croácia. Já os jogadores receberam uma ordem de um grau menor, a "Knez Branimir" (Príncipe Branimir), dada a quem promove a posição e o prestígio internacional do país diante de outros estados.

"Obrigado por permitirem que estivéssemos presentes na Rússia e pelo apoio. Nós mostramos muita união, amor pelo nosso país, coragem, humildade e fé, e isso trouxe um grande resultado: a Croácia se tornou o lugar mais feliz e bonito do mundo por um mês, e isso precisa ser mantido. Vamos continuar a dar o máximo para deixar os croatas orgulhosos", garantiu Dalic.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.