Jogadores da seleção do Vietnã são presos por suborno

Um tribunal vietnamita condenou a seis e três anos de prisão dois jogadores da seleção de futebol acusados de aceitar suborno em uma partida dos Jogos do Sudeste Asiático, informaram nesta sexta-feira fontes judiciais do país. O julgamento, que aconteceu na quinta-feira, no Tribunal Popular de Ho Chi Minh, também condenou outros cinco representantes da seleção a permanecer sob liberdade vigiada. As maiores penas são para Le Quoc Vuong (seis anos), segundo capitão da seleção, e Truong Tan Há (três anos). Todos foram acusados de aceitar subornos dos grupos ilegais de apostas para vencer a seleção de Mianmar (antiga Birmânia) pelo placar mínimo durante o encontro realizado em 2005, em Manila, nas Filipinas. Além de ficar confinado por seis anos, Le Quoc Vuong terá de pagar uma multa de US$ 30 mil, por ser responsável pela organização do suborno e por convencer seus companheiros de equipe a participar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.