Jogadores da seleção farão exames antidoping antes de estreia no futebol olímpico

Os jogadores da seleção olímpica passarão por exames antidoping antes da estreia da Olimpíada, dia 4, contra a África do Sul, em Brasília. O procedimento será adotado também em todas outras seleções que vão participar dos Jogos do Rio. A coleta do material será feita de surpresa, por equipe designada pela Fifa, que tem no comando o médico brasileiro Fernando Solera.

Almir Leite, Estadão Conteúdo

19 de julho de 2016 | 16h00

Solera, que também é o presidente da Comissão de Controle de Dopagem da CBF, explicou que a coleta do material - sangue e urina - dos jogadores será feita no período da manhã. "É preciso que o jogador não tenha feito nenhuma atividade física duas horas antes (do procedimento)."

A Fifa decidiu adotar já há alguns anos dos exames antidoping antes de competições importantes. Segue protocolo adotado pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Antes da Copa do Mundo de 2014, por exemplo, os 23 jogadores da seleção brasileira foram submetidos ao teste uma semana antes da estreia na competição, que ocorreu em 12 de junho, contra a Croácia, no Itaquerão, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.