Jogadores da Suécia ganham folga em feriado nacional

Os jogadores da seleção da Suécia ganharam folga nesta terça-feira, que é o Dia Nacional do país, para compensar os puxados treinos comandados pelo técnico Lars Lagerback nos últimos dez dias, em Estocolmo e em Bremen, na Alemanha. "Treinar duro é bom no longo prazo, mas os jogadores agora precisam relaxar para sábado", disse o treinador, em referência à data do jogo de estréia na Copa, contra Trinidad e Tobago, em Dortmund."Queremos que eles estejam 100% na partida", disse Lagerback, que já comandou a equipe na Copa de 2002, quando a Suécia caiu nas oitavas-de-final, diante de Senegal, na morte subida. Alguns dos jogadores aproveitaram a folga para jogar golfe, enquanto outros visitaram a uma fábrica da Mercedes Benz.O atacante Zlatan Ibrahimovic preferiu passear pelas ruas de Bremen, mas se irritou e trocou insultos com um fotógrafo sueco, ao ser abordado dentro de um café - o jogador da Juventus, um dos astros da seleção, tem uma relação complicada com a imprensa do país.Já o veterano Henrik Larsson, que chega a sua terceira Copa e também estava no grupo, estava mais bem-humorado e deixou uma gorjeta para o garçom do bar. "Eles tomaram cinco capuccinos e três garrafas de água, por 18 euros, e ele me deu uma nota de 20 euros", disse o garçom Franklin Norlin, que é norte-americano. Os jogadores ficaram por cerca de 15 minutos no café e, curiosamente, não foram abordados por nenhum fã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.