Giuseppe Cacace/ AFP
Giuseppe Cacace/ AFP

Jogadores de futebol da Espanha são contra retorno aos treinamentos durante a pandemia

Atletas querem voltar as atividades com total segurança e sem riscos de contrair o coronavírus

Richard Martin, Reuters

22 de abril de 2020 | 07h55

Jogadores das principais equipes de futebol da Espanha expressaram preocupação sobre o retorno ao trabalho enquanto o coronavírus ainda é uma ameaça e são contra os planos da La Liga, o campeonato nacional espanhol, de promoverem treinamento fechados, anunciou a Associação Espanhola de Jogadores (AFE). Eles são contra o retorno aos treinos, mesmo sendo atividades fechadas, sem a presença de jornalistas e torcedores.

Os capitães de todos os 42 times de La Liga e da segunda divisão do país participaram de uma videoconferência com a associação de jogadores na terça-feira para discutir as condições para o retorno ao trabalho. 

Todas as partidas de futebol estão suspensas desde o dia 10 de março por conta do coronavírus na Espanha, que tem até agora mais de 200 mil infecções confirmadas, o maior número da Europa, com a segunda maior taxa de mortos no continente, mais de 21 mil, atrás apenas da Itália. 

Embora nenhuma data tenha sido estabelecida para um retorno aos treinamentos ou partidas, tanto a La Liga quanto a Federação Espanhola de Futebol prometeram que tentariam garantir que a temporada fosse completada. O diretor da La Liga Javier Tebas disse que clubes espanhóis perderiam em torno de 1 bilhão de euros (R$ 5,7 bilhões) se a campanha não for finalizada.

A liga tem trabalhado em um protocolo para estabelecer condições para um retorno aos treinamentos, que recomenda que todas as equipes promovam treinos fechados em suas instalações, medida que o jogador Sergio Busquets, do Barcelona, disse ser contra. 

Os capitães ressaltaram sua oposição à proposta de acampamentos de treinamentos fechados na reunião de terça-feira, afirmou um porta-voz da associação de jogadores, acrescentando que os atletas informarão o departamento governamental para o Esporte e o Ministério da Saúde sobre suas preocupações com o retorno ao trabalho.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.