Reprodução Site Atlético-MG
Reprodução Site Atlético-MG

Jogadores do Atlético-MG treinam em Salvador após derrota para o Vitória

Comissão técnica optou pela realização de um trabalho regenerativo antes da volta para Belo Horizonte

Estadão Conteúdo

27 Agosto 2018 | 20h04

O elenco do Atlético-MG treinou nesta segunda-feira em Salvador no dia seguinte de perder por 1 a 0 para o Vitória pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. A comissão técnica optou pela realização de um trabalho regenerativo antes da volta para Belo Horizonte.

Os titulares da partida fizeram uma atividade de musculação e depois outra na piscina do hotel em que estavam hospedados. Os reservas participaram de um treino físico na praia. "O pessoal que ficou no hotel fez um trabalho de fisioterapia, depois vieram para piscina para complementar o trabalho de recuperação", informou o preparador físico, Luiz Otávio Kalil.

O time mineiro volta a campo no sábado para enfrentar o Corinthians, fora de casa, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para a partida, o Atlético deve contar com as voltas dos volante Matheus Galdezani e do zagueiro Leonardo Silva, que cumpriram suspensão automática no confronto em Salvador.

Leonardo Silva retomará a sua condição de titular do sistema defensivo atleticano, formando a dupla de zaga com Iago Maidana - Gabriel foi o seu substituto na derrota por 1 a 0 para o Vitória, no Barradão.

Já o meio-campo atleticano também poderá ser alterado. Além de ter Matheus Galdezani novamente à disposição, Larghi aguarda a liberação de Adílson. O volante, que possuía status de titular absoluto até se contundir, está recuperado de lesão na panturrilha esquerda, mas ainda precisa melhorar o condicionamento para ficar à disposição do treinador.

Derrotado pelo Vitória, o Atlético-MG segue na sexta posição no Brasileirão, com 34 pontos. O elenco volta a treinar nesta terça, às 15 horas, na Cidade do Galo, iniciando a preparação para o duelo com o Corinthians.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Atlético Mineiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.