Tiago Petinga/ AFP
Tiago Petinga/ AFP

Jogadores do Benfica têm casas vandalizadas após ataque a ônibus, diz jornal

Tribuna Expresso afirmou que vândalos haviam feito pichações com ameaças nas residências

Reuters, O Estado de S.Paulo

05 de junho de 2020 | 21h32

As casas de vários jogadores do Benfica foram vandalizadas horas depois de um ataque ao ônibus do atual campeão português, após um empate sem gols com o Tondela na quinta-feira, disse o jornal Tribuna Expresso nesta sexta-feira.

A reportagem afirmou que vândalos haviam feito pichações com ameaças nas casas de jogadores, acrescentando que uma delas era a do meia Pizzi, estrela do time e da seleção portuguesa.

O Benfica não respondeu imediatamente a um pedido de comentário. O ônibus da equipe foi apedrejado em uma rodovia quando voltava do Estádio da Luz para o centro de treinamento do clube.

O volante alemão Julian Weigl e o ponta sérvio Andrija Zivkovic foram levados ao hospital por precaução após serem atingidos por cacos de vidro. A partida foi a primeira do Benfica desde que a temporada foi retomada após a interrupção causada pela pandemia de Covid-19.

Apesar do empate com o Tondela, a equipe alcançou a liderança do campeonato, mas não conseguiu abrir uma vantagem contra o rival Porto. “A Liga Portugal condena veementemente o ataque covarde à equipe do Benfica”, afirmou a liga em comunicado.

“O apedrejamento do ônibus da equipe é profundamente lamentável, especialmente no momento em que o futebol português uniu forças para retomar uma atividade que significa muito para milhões de pessoas em nosso país”.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolônibuspichaçãocoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.