Jogadores do Bota sentem pressão da torcida

Após o empate com o Figueirense, por 1 a 1, em Caio Martins, o lateral-direito Ruy, do Botafogo, ainda no gramado, desabou em prantos. Para o atleta, a pressão da torcida pela primeira vitória no Campeonato Brasileiro e as eliminações precoces no Campeonato Carioca e da Copa do Brasil podem estar afetando o desempenho do Alvinegro no Campeonato Brasileiro. O time está na zona do rebaixamento com quatro pontos conquistados em sete partidas. "Não existe falta de vontade. Mas a primeira vitória está demorando a sair e eu acho que o lado psicológico está abalado por causa disso. Estamos fazendo tudo certo, mas sempre que tomamos um gol dá para ver que tudo muda, o time sente o peso e não consegue reverter a situação", disse Ruy, que cumprirá suspensão automática no clássico com o Vasco, domingo, no Maracanã, pela oitava rodada do Brasileiro. Insatisfeito com o desempenho da zaga alvinegra neste Brasileiro - sofreu 14 gols em sete partidas -, o técnico Mauro Galvão terá uma semana para corrigir os erros de posicionamento. "Temos que trabalhar. Já detectei alguns defeitos, mas não vou revelá-los. Mas o que mais me incomodou foi a queda de produção do Botafogo no segundo tempo contra o Figueirense."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.