Jogadores do Botafogo roubados em hotel

Os jogadores do Botafogo ainda estão irritados com um fato desagradável que lhes aconteceu na madrugada de hoje, no hotel Vila Rica, duas horas depois da derrota para o Remo, por 3 a 2: foram roubados em seus apartamentos, perdendo dinheiro e objetos pessoais. Do volante Túlio, os ladrões levaram um computador laptop avaliado em R$ 5 mil. O outro volante, Fernando, ficou sem sua bolsa com dinheiro, documentos e outros pertences. Do bolso da calça do atacante Leandrão sumiram R$ 500. O assessor de imprensa do Botafogo, Marco Antonio Canossa, informou que o clube registrou queixa na delegacia de polícia do bairro da Sacramenta. O presidente do clube carioca, Bebeto de Freitas, vai exigir ressarcimento do hotel aos jogadores, porque as primeiras investigações policiais revelaram que não houve sinais de arrombamento nos apartamentos. Uma camareira do hotel já foi interrogada. A delegada Adelina del Pilar vai ouvir outros funcionários em depoimento. Segundo o gerente do hotel, Geraldo Martins, esta foi a primeira vez em 30 anos que um caso dessa natureza acontece em seu estabelecimento. "A segurança não notou nada de estranho. Outros clubes brasileiros sempre se hospedam aqui e nunca houve problema".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.