Eduardo Nicolau/Estadão
Eduardo Nicolau/Estadão

Jogadores do Brasil lamentam erros e reclamam da arbitragem após empate

Brasileiros viram falta no zagueiro Miranda em gol de empate da Suíça

Estadão Conteúdo

17 Junho 2018 | 17h25

A seleção brasileira decepcionou na estreia da Copa do Mundo e não passou de um empate por 1 a 1 diante da Suíça neste domingo, em Rostov. Os próprios jogadores do time de Tite admitiram que a atuação ficou abaixo do esperado e reconheceram que erraram demais ao longo dos 90 minutos.

+ TEMPO REAL - Confira como foi o empate do Brasil

+ Caçado, Neymar sente dores no pé operado, mas diz que 'está inteiro'

+ Brasil não vence em estreia de Copa do Mundo pela primeira vez desde 1978

"Tentamos impor nosso ritmo, mas infelizmente erramos muitos passes e jogadas. Aí, o adversário cresceu, porque tem qualidade. Em Copa, não tem jogo fácil. Mas estamos focados no objetivo e vamos buscar os três pontos na próxima partida", declarou à TV Globo o zagueiro Miranda, já mirando o confronto de sexta-feira diante da Costa Rica, em São Petersburgo.

O jogador foi protagonista do lance mais polêmico da partida. Quando o placar apontava 1 a 0 para o Brasil, no início do segundo tempo, Zuber aproveitou escanteio da direita, deu leve empurrão em Miranda e subiu sozinho para deixar tudo igual. Os brasileiros reclamaram bastante, mas o árbitro César Ramos confirmou o gol.

+ Tite vê falta clara em Miranda, mas não quer jogadores reclamando

+ 'Se tinha algum momento para tropeçar, era agora', diz Alisson após estreia

+ Willian pede seleção 'mentalmente forte' após empate na estreia contra a Suíça

"Talvez se eu tivesse me jogado, ele assinalaria o empurrão. Mas tem o árbitro de vídeo, eles viram e acharam que não foi para tanto. A vida segue, é pensar jogo a jogo", declarou. "No meu modo de ver, foi falta. Mas temos que seguir, pensar no próximo jogo", concordou Philippe Coutinho, autor do gol brasileiro.

 

Capitão da seleção na partida, o lateral Marcelo também criticou a atuação do árbitro e lamentou que ele não tenha consultado o vídeo no lance. "Não vou ficar falando do juiz, mas ele disse que estavam checando. Apareceu no telão o empurrão e ele não quis olhar. Não é desculpa, mas deveria ter olhado", considerou.

Além das críticas à arbitragem, os jogadores foram unânimes ao reconhecer os méritos da seleção suíça, que superou um primeiro tempo ruim para buscar o empate diante do Brasil e chegou a ter oportunidades de virar o placar.

"A gente sabia que os jogos seriam difíceis, jogamos contra uma grande seleção", considerou Coutinho. "Estávamos com uma tensão normal de Copa do Mundo, a gente está tranquilo, preparado. Infelizmente, não conseguimos a vitória, mas temos mais dois jogos para jogar bem e vencer. O empate pode ser bom", afirmou Marcelo.

O resultado deixou Brasil e Suíça atrás da Sérvia no Grupo E, à frente apenas da Costa Rica. A seleção agora se prepara para encarar os costarriquenhos e, depois, fecha a primeira fase diante dos sérvios, dia 27, em Moscou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.