Miguel Medina/ AFP
Miguel Medina/ AFP

Jogadores do italiano Cagliari abrem mão do salário de abril

Presidente da entidade, Tommaso Giulini, agradeceu aos atletas pela 'sensibilidade em querer contribuir'

AFP, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2020 | 21h41

Os jogadores do Cagliari abriram mão do salário de abril para ajudar o clube da Serie A, que está enfrentando dificuldades financeiras devido à pandemia de coronavírus. O presidente da entidade, Tommaso Giulini, agradeceu aos jogadores "por sua sensibilidade em querer contribuir concretamente para proteger o clube italiano diante de um futuro particularmente complicado e difícil de prever".

"Conforme solicitado pelos signatários do documento, este acordo contribuirá para uma redução drástica nas demissões de funcionários do clube", afirmou o clube da Sardenha. Jogadores de várias equipes da Série A, como Juventus, Roma e Parma, chegaram a um acordo com seus times para reduzir seus salários a fim de ajudar financeiramente os clubes no momento em que a competição foi suspensa em meados de março. A pandemia causou quase 31.000 mortes na Itália.

Sem jogos há quase dois meses, os clubes italianos estão trabalhando pela retomada do campeonato, e os treinamentos coletivos deverão retornar a partir de 18 de maio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.